Formação Musical

·         HORÁRIO

·        FORMADOR 

EMANUEL BRUNIDO

Estudou Piano no Instituto Gregoriano de Lisboa de 1983 até 1987, onde concluiu o Curso Geral e Formação Musical e o Curso de Composição. Em 1988 entra para a Escola Superior de Composição de Lisboa, onde estudou Composição Livre. Posteriormente, estudou Piano na escola de Música do Hot Clube de Jazz de Lisboa, com Bernardo Sassetti, e mais tarde particularmente com o Pianista Mário Laginha.

O seu percurso de Músico caracteriza-se pela diversidade de experiências nas mais variadas áreas musicais. No ensino, tem leccionado secularmente como professor de Piano e Formação Musical em várias escolas e centros culturais, e em Escolas Técnicas ligadas às novas tecnologias de produção, criação e edição de música, como a Escola Técnico-Profissional de Artes e Música de Almada, e na Escola Técnica de Imagem e Comunicação(ETIC).

Foi membro da Banda Ravel no ano de 1993 e 1994, onde gravou o seu primeiro Projecto de Originais para a Editora Polygram. Posteriormente tem acompanhado como Teclista vários artistas e grupos de Rock e Pop, ao longo do seu percurso, como por exemplo os Cantores, Paulo de Carvalho, Janita salomé, Vitorino, Sara Tavares, Maria Leon, Olga Sotto, a Banda Polo Norte como músico convidado, entre outros. De uma forma assídua acompanhou o Canto-Autor Sérgio Godinho como Pianista durante os anos de 1994 até 2000.

No ano de 2010 compôs a Banda Sonora e os arranjos das Canções para a Colecção Portugal 10 Séculos 10 Histórias” distribuída pelo Jornal Expresso, através das Empresas Constroisons e Zero a Oito. Em 2011 a convite da empresa 3HComunicação, compõe o seu primeiro trabalho Orquestral, compondo e escrevendo as Canções e a Banda Sonora para o Projecto Doce Gotinha” uma história musicada para crianças que inclui um CD-Livro sobre o Ciclo da Água, com a participação da cantora Maria João com intérprete, promovida pelos SMAS de Oeiras e Amadora. Ainda no mesmo ano compõe as Canções e a Banda Sonora para um segundo Projecto Infantil, também com arranjos Orquestrais, para a História O Armazém dos Milagres.

Em homenagem ao Músico-Compositor José Afonsono ano das comemorações do 25º aniversário da sua morte(2012), através de um trabalho fortemente personalizado, compõe por iniciativa própria 11 Arranjos para Ensemble Orquestral e voz intérprete, de canções representativas da sua obra, propondo uma nova forma de o ouvir.